(19) 3633 - 4784 | 3056-5464 • contato@nekacosta.com.br

Notícias

"Porque beleza se conquista"

Especialista fala sobre cuidados e tratamentos para pele na menopausa

  • Para cuidar da pele madura a indústria cosmética aposta em produtos à base de ativos como os ácidos glicólico, retinóico, e hialurônico; nas vitaminas C e A e no licopeno, entre outros

A menopausa ocorre entre os 45 e os 50 anos e um dos efeitos dela no corpo da mulher se dá justamente na pele. Segundo a Dra. Letícia de Chiara, da Clínica LeDerme (Shopping Tijuca/RJ), "após os 45 anos, ocorre uma aceleração natural no processo de degradação de colágeno, que pode atingir até 30% ao ano na pós-menopausa. Outras alterações são a diminuição das fibras elásticas e do ácido hialurônico e o aumento da pigmentação da pele. Como consequência, surgem as rugas, sulcos, flacidez, manchas escuras e perda de viço e hidratação".

Para combater o problema, a indústria cosmética aposta em produtos à base de ativos como os ácidos glicólico, retinóico, e hialurônico; nas vitaminas C e A e no licopeno, entre outros. Já no consultório dermatológico, pode-se fazer uso de avançadas tecnologias, que garantirão um resultado ainda mais rápido e eficaz.

"A radiofrequência, por exemplo, atua melhorando a firmeza e o contorno faciais. Os lasers, em geral, clareiam a pele. E os chamados lasers fracionados não-ablativos são ótimos para atenuar rugas e estimular a síntese de colágeno novo", explica a dermatologista.

Para cuidar da pele madura a indústria cosmética aposta em produtos à base de ativos como os ácidos glicólico, retinóico, e hialurônico; nas vitaminas C e A e no licopeno, entre outros
Para cuidar da pele madura a indústria cosmética aposta em produtos à base de ativos como os ácidos glicólico, retinóico, e hialurônico; nas vitaminas C e A e no licopeno, entre outros
Outro procedimento recomendado nesta fase da vida da mulher, segundo a médica, é a aplicação de Toxina Botulínica para as rugas de expressão e de Ácido Hialurônico para preenchimento de sulcos na face e atenuação de rugas ao redor do lábios, além dos peelings para promover a renovação celular e clareamento da pele.

Portanto, é possível passar pela menopausa mantendo uma pele bonita e saudável, além de uma ótima aparência, o que vai influenciar diretamente a autoestima da mulher diante de tantas transformações também hormonais. Mas atenção! É fundamental seguir sempre a orientação de um dermatologista, que irá prescrever os melhores dermocosméticos para cada caso e avaliar quais as tecnologias e procedimentos que devem ser feitos em consultório.

Outros tratamentos indicados para a pele madura:

- Preenchedores Dérmicos - são determinadas substâncias que, quando injetadas na pele, restauram o volume, preenchendo as depressões que causam as rugas, linhas e sulcos e suavizando os sinais do envelhecimento cutâneo. A Hidroxiapatita de Cálcio (Radiesse) é uma delas. Além de revolumizar a área tratada, a substância promove um efeito lifting e induz a síntese de colágeno novo, rejuvenescendo instantaneamente e redefinindo o contorno facial. O procedimento pode ser feito nas bochechas, sulcos nasolabiais, queixo, contorno mandibular, ‘linhas de marionete’ e, ainda, nas mãos.

- Sculptra - trata-se do Ácido Polilático injetável (PLLA), uma substância segura, biocompatível e reabsorvível pelo organismo humano. Ele age profundamente na pele, proporcionando aumento de volume nas áreas onde houve perda de colágeno. Promove um efeito lifting, uma vez que aumenta a produção das fibras colágenas que conferem sustentação à pele. A pele fica mais firme e com um aspecto mais liso e rejuvenescido.

- Radiofrequência com microagulhamento - procedimento avançado e muito eficaz para tratar as rugas 'código de barras' ao redor dos lábios; para rugas do pescoço e ao redor dos olhos; cicatrizes de acne e estrias. Segundo a Dra. Leticia de Chiara, as agulhinhas penetram na pele na profundidade desejada pelo dermatologista, liberando a radiofrequência de maneira uniforme e induzindo a produção de colágeno novo, fazendo a pele recuperar a firmeza perdida com o passar dos anos.

Fonte: Jornal do Brasil